Qual foi o impacto da pandemia no crescimento do ecommerce no Brasil? Nesse artigo vamos trazer alguns dados sobre esse crescimento do ecommerce na pandemia aqui no Brasil.

QUAIS OS MOTIVOS DO CRESCIMENTO DO ECOMMERCE?

Um comércio enfrentar uma pandemia é algo que ninguém pensava a pouco tempo, porém aqui estamos, desde o mês de março quando foi anunciada a pandemia global. Um dos precedimentos para o controle foi o fechamento do comércio para a diminuição da circulação de pessoas.

Ecommerce Loja fechada

Com a diminuição de fluxo nos comércios, para poderem sobreviver nessa época muitos optaram por começar a fazer vendas onlines. As vendas em abril teve um crescimento de 81% comparada as vendas de abril de 2019.

Vamos aos dados?

As categorias que tiveram o maior crescimento em volume de compras foram: Alimentos e Bebidas (aumento de 294,8% em relação a abril de 2019), Instrumentos Musicais (+252,4%), Brinquedos (+241,6%), Eletrônicos (+169,5%) e Cama, Mesa e Banho (+165,9%).

Ao mesmo tempo, uma análise individual de produtos líderes em crescimento mostra que os mais vendidos foram: Gel Antisséptico (+14221%), roupas de baixo para crianças (+6922%), Pijamas (+3874%), Toalha Infantil (+3791%) e Toalha de Mesa (+3574%).

Mesmo com todo esse aumento, o tíquete médio por compra caiu cerca de 7%, a justificativa dessa queda é que os brasileiros estão comprando itens de coisas mais recorrentes, de necessidade diária. 

O que esperar do futuro?

Uma pesquisa divulgada pelo Google, indica uma grande mudança comportamental em relação à aceleração das pessoas a ter confiança comprando e vendendo digitalmente

A boa notícia também é que a maior parte das pessoas que fizeram a sua primeira compra digital agora na pandemia continuarão comprando digitalmente pois já foi quebrada a primeira barreira que normalmente é “se eu comprar pela internet será que irei receber certo o produto?”

Acredito que após esses dados, você vai querer abrir logo seu ecommerce, correto? 



Por: Luís Felipe de Andrade