Ultimamente muito se comenta sobre a LGPD, mas você sabe o que é ela?

A Lei Geral de Proteção de Dados foi baseada em uma lei europeia, a GDPR. As principais diretrizes dessas duas leis são:

• Ter o consentimento explícito dos usuários para utilização de seus dados.

• Criptografar todos os dados coletados, identificar os dados sem identificar o usuário.

• Compartilhar os dados pessoais dos usuários entre empresas se torna ilegal.

• Ter um profissional responsável pelos dados dos usuários.

Ao não respeitar essas diretrizes a empresa poderá ser penalizada. 

Mas como é feito a coleta de dados?

Muito se fala dos dados coletados, que é o grande foco da LGPD, mas você sabe quais os dados coletado e sabe como eles são coletados?

Toda vez que você acessa algum site são criados pequenos arquivos que são salvos no navegador, esses são os cookies. Esses arquivos armazenam informações que auxiliam os sites a personalizarem as páginas com as suas preferências e também facilitam o carregamento de outras páginas dentro do próprio site.

Sem os cookies não se conseguiria manter os itens que você já adicionou ao carrinho de compras em algum e-commerce, personalizar anúncios, oferecer descontos que sejam do seu interesse. 

Outra facilidade que os cookies é o de logins e autocompletar formulários para que você não precisa digitar novamente todas as informações. Sem eles, cada acesso a serviços de streaming, por exemplo, precisaria fazer login a cada vídeo.

E como fica a coleta de dados após a LGPD?

Com a aplicação da Lei Geral de Proteção de Dados, os sites são obrigados a informarem todos os dados que estão sendo coletados e para quais finalidades esses dados servirão, cabe o usuário decidir se ele aceita permitir a coleta desses dados pelos sites ou não. 

Sites que é necessário cadastro para compras, os dados coletados somente os obrigatórios, que são: nome, CPF e o endereço para entrega. Se no formulário de cadastro tiver perguntas que não sejam necessárias para efetuar a entrega do produtos é obrigatório explicar o motivo da solicitação desses dados e também solicitar o consentimento específico sobre cada.

Caso não sejam informados corretamente quais dados são coletados e nem qual o objetivo de coletar eles, pode render a empresa complicações.

Quais as consequências de não se adequar a LGPD?

As empresas que não tiverem se adequado a Lei Geral de Proteção de Dados, podem sofrer algumas penalidades.

O punição é calculada dependendo da gravidade do que foi infringido, as multas podem chegar a 2% do faturamento, com o limite de R$50 milhões, a cada infração ou pode se ter uma multa diária por dano de imagem. Além dessas penalidades as empresas podem ter suas atividades suspensas, parcial ou totalmente.

A sua empresa está preparada para a aplicação da LGPD? Deixe aqui nos comentários suas dúvidas ou entre em contato conosco!



Por: Luís Felipe de Andrade

Posts relacionados: